Notícias

Supervisores do programa Criança Feliz recebem aperfeiçoamento de metodologia

14/05/2019 - Texto: Cristiane Lima/Governo do Tocantins; Fotos: Carlessandro Souza/Governo do Tocantins

São nos primeiros 1000 dias de vida da criança que as bases do seu desenvolvimento, crescimento e fortalecimento são formadas.  Por isso, os cuidados e estímulos voltados para a primeira infância são tão importantes para o seu futuro. Com foco no desenvolvimento integral deste segmento, a Secretaria de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social está promovendo na capital Palmas uma série de capacitações sobre os ‘Cuidados para o Desenvolvimento da Criança’, conhecido como método CDC. As orientações são voltadas para os supervisores municipais do Programa Criança Feliz no Estado.

Durante a abertura do encontro, nesta terça, 14, o secretário de Estado do Trabalho e Desenvolvimento Social, Messias Araújo, destacou a importância do programa Criança Feliz na promoção do desenvolvimento adequado da primeira infância, e da política de Assistência Social como um todo em ações preventivas que auxiliam nos demais segmentos. “Uma criança bem desenvolvida e cuidada tem menos chance de ficar doente, consegue frequentar a escola regularmente e, protegida pelo seio familiar, consegue adquirir valores que levará para toda a vida”, pontuou, justificando que o cuidado e a proteção desafogam demandas em segmentos como saúde e segurança pública.

Da Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social, a coordenadora estadual do Programa, Katilvânia Guedes, explica que todos os supervisores já foram capacitados anteriormente, e que agora se trata de uma nova fase de execução do projeto. “A gente precisa fazer o alinhamento conceitual e prático para que todos estes municípios possam ter similaridade na execução do programa, especialmente nas atividades de visita domiciliar”, destaca, explicando ainda que no encontro, além das atividades teóricas e dialogadas, haverá a parte prática, quando o grupo irá a campo, em visita domiciliar já agendada por meio do Centro de Referência de Assistência Social (Cras) de Palmas. “Após as visitas nós retomamos o encontro com uma reunião de consolidação para pontuar o que precisa ser ajustado com os supervisores”, complementa a coordenadora.

No Tocantins, seis municípios já estão em fase de ampliação de meta. Ou seja, aqueles que executaram até 90% do programa podem agora dobrar a meta e passam a ter condições de, na prática, atender o dobro de pessoas antes atendidas. A exemplo de Augustinópolis, situada no extremo norte do Estado. A supervisora do programa na cidade, Taís Morais Silva, explica que com a ampliação o programa passará a atender 207 pessoas. “Passamos da fase da qual as pessoas tinham dificuldade para entender que se tratava de um programa de integração e hoje temos bastante procura, já que a mães agora compreendem como seus filhos podem se desenvolver melhor na primeira infância com a ajuda do programa”, pontua.

Tocantinópolis também já está em estágio avançado no programa. “As famílias já entendem o quanto o programa tem contribuído para o desenvolvimento integral dos filhos, na aprendizagem, coordenação motora, sem falar na facilidade de acesso aos serviços socioassistenciais”, comenta a coordenadora do programa na cidade Verônica Rufuno.

O programa e sua expansão

Desde que o Tocantins aderiu ao Criança Feliz, foram visitadas 1.465 gestantes e 6.327 crianças, em 53 municípios; totalizando 6.203 famílias atendidas no Estado.

O Programa é cofinanciado pelo Governo Federal e por isso é este Poder que estabelece os critérios para adesão. Conforme Katiuvânia, há expectativa de abertura de um novo termo de aceite para este próximo mês de junho e a pasta já trabalha no processo de convencimento dos municípios. “É preciso que os gestores priorizem na agenda municipal o investimento na primeira infância, por todos os ganhos, benefícios e vantagens já comprovadas”, defende.

Compartilhe esta notícia