Empresas e cidadãos são parceiros da Casa de Apoio

Publicada em por Lara Cavalcante em Proteção Social Básica

  • Foto: CARLESSANDRO SILVA DE SOUZA (15)

    CARLESSANDRO SILVA DE SOUZA (15).jpg

    CARLESSANDRO SILVA DE SOUZA (15).jpg

  • CARLESSANDRO SILVA DE SOUZA (1).jpg
  • Empresa Cacau Show realiza a doação de 70 ovos de páscoa para crianças da Casa de Apoio

A Casa de Apoio Vera Lúcia atende em média, por mês, 2.270 acompanhantes de pacientes em tratamento no Hospital Geral de Palmas (HGP). Na Casa, os atendidos tem acesso a hospedagem, alimentação e transporte quando necessário. Mas além de todo o serviço prestado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Trabalho e da Assistência Social (Setas), os hóspedes tem contado com a atenção e carinho dos cidadãos e empresários de Palmas.
Segundo a coordenadora da Casa, Eleusa de Gouveia, atualmente eles mantém parceria com diversas igrejas da cidade que proporcionam momentos de louvor e palavras de consolo aos hóspedes: “Temos atividades religiosas quase todos os dias da semana e essa ajuda tem sido muito importantes para essas pessoas que passam por problemas tão sérios”. Explica a coordenadora.
Eleusa declara que a atenção também parte das empresas da cidade como é o caso da empresária Enivânia Moreira dos Reis, do “Buffet da Nena”. Enivânia sensibilizada com as muitas histórias da Casa se propôs a realizar uma tarde mais doce para os hóspedes nessa quarta-feira, 27 de março. Em meio ao curso de ovos de páscoa ela explica: “Nesse momento, os hóspedes se distraem de tantos problemas e ainda tem a chance de aprender um ofício”.
A hóspede Elaine Ferreira de Sá, acompanhante da filha em tratamento médico, já está na Casa pela segunda vez e comenta: “Na Casa temos tudo o que precisamos e em momentos como este (Cursos e atividades) encontramos forças para vencer a doença”. Elaine também falou sobre a oportunidade de geração de renda: “Em 2011 quando estive aqui pela primeira vez fiz um curso de árvores de natal em jornal, voltei para minha cidade com minha produção, vendi na loja de R$ 1,25 e apurei um bom dinheirinho”. Comemora ela.
De acordo com a coordenadora Eleusa as atividades proporcionadas pelos parceiros fazem parte de um projeto da Casa de Apoio que visa gerar interação, distração e geração de renda para os hóspedes. Entre os muitos ganhos do projeto a coordenadora declara: “Ao melhorarmos a auto - estiva e a motivação dos acompanhantes nós também estamos transferindo boas energias para os pacientes que estão internados e assim ajudando todos eles a superarem o momento difícil”.
Além das atividades, os empresários também fazem doações principalmente em datas especiais como a páscoa, natal e dia das mães. Este ano, a empresa Cacau Show fez a doação de 70 ovos de páscoa para fazer a alegrias das crianças da Casa.
Os empresários, entidades beneficentes e cidadãos interessados em repartir atenção e solidariedade podem entrar em contato com a Casa de Apoio pelo telefone 32182247.

Sobre a Casa

A Casa de Apoio tem o objetivo de atender os acompanhantes de pacientes do HGP que não têm onde se hospedar. Com área de 950 m², possui 108 leitos, espaço para convivência e fica a apenas 200 metros do hospital, o que facilita o acesso. Os hospedes são selecionados e encaminhados pelas assistentes sociais do HGP.